[Análise] Zombicide Black Plague e Green Horde

Zombicide é um jogo cooperativo cujo principal objetivo é, como o nome sugere, matar zumbis. Toda caixa base contém um conjunto básico de missões que seguem um script padrão de entre, pegue e saia.

Destaques

  • É um jogo bem estratégico, induzindo o grupo a formar um plano de longo prazo para cumprir o objetivo.
  • Mapa é modular, permitindo gerar suas próprias missões.
  • Miniaturas de boa qualidade e em grande quantidade.
  • Não tem muitas regras, é possível jogar com iniciantes.
  • É bem dependente de sorte, tanto no combate, que é por dados, tanto na obtenção de itens, que ocorre por cartas.
  • Existe MUITO material feito por fãs tanto para o Black Plague quanto para o Green Horde.
  • É possível combinar as caixas do Black Plague e Green Horde livremente.
  • No site da CMON, a produtora, é possível achar uma vasta gama de missões adicionais para o seu Zombicide sem custo. O detalhe é que precisa saber um pouco de inglês.

Limitações

  • É um jogo suscetível a um jogador alfa, aquele que toma a frente e induz as jogadas de outros jogadores.
  • As missões sempre seguem o mesmo modelo, podendo se tornar enjoativas.
  • Sem um insert, guardar os componentes no canto certo é bem chato.
  • A dependência de sorte pode não agradar a todo tipo de público.

Conclusão
Ótimo para introduzir novas pessoas ao hobby e as miniaturas são de encher os olhos, mas as missões básicas podem enjoar rapidamente. Por isso, criar ou conseguir novas missões, além de outras formas de jogo, se tornam praticamente obrigatórias ao longo do tempo para dar mais sobrevida ao jogo.

Black Plague ou Green Horde?
Tanto faz. Ambos tem a temática praticamente idêntica e uma ótima produção. As diferenças são para o Green Horde, que é mais difícil tanto em termos de jogabilidade, por ter zumbis que dão dano aumentado, como em regras, que ficam um pouquinho mais complicadas devido a movimentação em mapas com charcos e sebes.

Na dúvida, pegue o que estiver mais barato.

1 Curtida