Jogamos CATAN: Brotherhood of the Watch

Estreamos neste sábado o A Game of Thrones CATAN: Brotherhood of the Watch.

Jogamos mais uma vez em família (Eu, minha esposa e minha filha), o que virou um costume aqui em casa nesses tempos de pandemia (pretendo manter esse costume após a pandemia também). Já jogamos muitas vezes o Catan tradicional, mas desde que eu comprei esse novo Catan ambientado em Guerra dos Tronos não tínhamos jogado ainda.

A diferença em relação ao jogo original está a defesa da muralha em relação aos selvagens que buscam atravessá-la. O jogo possui outras formas de encerrar e pontuar, e a defesa da muralha (ou ser o jogador que melhor defende ela) é bem importante.

Por estar mais próximo da muralha, me senti na obrigação de defendê-la melhor que minhas adversárias (esposa e filha), porém fui o mais prejudicado pelas invasões.

Mesmo assim, eu liderava a pontuação e a defesa da muralha (eu tinha 6 pontos de vitória e 2 guardas na muralha - elas tinham 1 guarda cada). Dada a exposição das defesas da muralha a partida terminou com 3 invasões e acabei vencendo a partida.

Gostei bastante dessa implementação. Acho-a menos dependente da sorte (ainda que ela se mantenha presente) e mais estratégico. Recomendo conhecerem, aqui me agradou bem. Quanto a minha esposa e filha? Elas gostaram, mas querem jogar mais vezes para definir se preferem o tradicional ou essa versão.

2 Curtidas