Kingsburg – Agradando o Rei e Defendendo Nosso Reino

E aí pessoal, como estão? jogando muito? Espero que sim. O jogo de hoje é Kingsburg Segunda Edição. O intuito aqui não é entrar nos méritos das regras, é apenas uma análise do jogo e alguns fatores pontuais que acho necessário comentar aqui, explicando de forma bem resumida como é o jogo.

No exterior, o jogo foi lançado em 2017 por várias editoras entre elas, Game Harbor , Giochi Uniti e Stratelibri. No Brasil, a Bucaneiros trouxe no início de 2019. É um jogo de 2 a 5 jogadores com duração de 90 a 120 minutos.

É um jogo dos designers Andrea Chiarvesio e Luca Iennaco e as mecânicas principais são Rolagem de Dados e Alocação de Trabalhadores.

É um jogo de estratégia onde somos Lords querendo agradar o Rei. Kingsburg é jogado em 5 anos que são as rodadas do jogo. E cada ano que se passa, vai ficando mais difícil pois nas batalhas que acontecem ao final de cada ano (Rodada), vão aparecendo inimigos mais fortes. Vou explicar mais adiante.

Quando eu citar “ano” no post, entende-se como a rodada do jogo.

Em cada início de ano, os jogadores rolam os dados para decidirem quem vai ser o primeiro a jogar. Cada ano é composto por 8 fases. Cada jogador começa com 3 dados e na primeira fase é decidido quem ganhará um dado extra. Como isso acontece? Como é um benefício, o jogador que tiver menos construções, recebe o dado branco , ou seja, um dado a mais.

Na segunda fase, que é a primavera, os jogadores rolam 3 dados para definirem onde vão alocar os dados. O jogador que tiver com o dado branco, logicamente rola 4 dados. O tabuleiro é composto por vários conselheiros do rei e cada conselheiro tem um valor que dá recursos : Pedra, Ouro, Madeira além de pontos de vitória e força. A força serve para os jogadores enfrentarem os inimigos no final do ano. O valor tirado no dado é correspondente ao local onde o jogador deve alocar o dado. Exemplo: Eu tiro 5, 3, e 6. Eu posso alocar os dados nos conselheiros com esses valores ou também posso pegar todos os dados e alocar em um conselheiro que some 14, que é o resultado total dos dados ou ainda, usar apenas os dados 3 e 6 no espaço do conselheiro de número 9 e o dado 5 no espaço do conselheiro de número 5.

Ainda na segunda fase, os jogadores recebem os benefícios dos conselheiros de acordo com os dados que estão no tabuleiro. Após isso, os jogadores utilizam os recursos conquistados para fazer construções. Cada construção tem um custo e gera benefícios, entre eles, pontos de vitória. Na terceira fase, o jogador com mais construções recebe 1 ponto de vitória.

O jogo segue para a quarta fase que é o verão, acontecem as mesmas coisas que na primavera (Fase 2). Os dados são rolados e alocados, os jogadores recebem os benefícios e fazem as construções.

A quinta fase é interessante, pois o jogador com menos construções, recebe o representante do rei que pode ser usado para duas coisas : O jogador pode fazer 2 construções se tiver recursos para isso, ou alocar os dados em um local já utilizado por outro jogador. Lembrando que o representante do rei só pode ser utilizado no ano atual.

A sexta fase é o Outono, e nela os jogadores fazem as mesmas ações da fase 2 (Primavera) e fase 4 (Verão). Na penúltima fase, os jogadores podem recrutar soldados para ajudar na batalha. Para isso, deve-se gastar 2 recursos quaisquer para contratar 1 soldado. Então se eu tiver 4 recursos, consigo recrutar 2 soldados.

Agora vem a última fase do ano, o Inverno. Aqui o bicho pega, pois é revelada a carta do inimigo e se consulta a trilha de força. O jogador que tiver maior número de força em relação ao inimigo, ganha o benefício que está descrito na carta do inimigo. Caso empate, o jogador não é punido mas também não ganha a recompensa. Agora, se o jogador tiver força 4 e o inimigo for de força 5, o jogador recebe a penalidade daquele ano. Agora a trilha de força é zerada e um novo ano se começa, repetindo todas as fases. Cada ano que passa, os inimigos vão ficando mais fortes.

Eu gostei bastante do jogo, os componentes e a arte são de alta qualidade. É importante focar nos recursos pois sem eles não é possível construir, mas não esqueça de aumentar sua força pois isso é fundamental no final de cada ano. Um jogo totalmente estratégico, o fator sorte está em um nível médio/alto pois os jogadores dependem dos dados para alocá-los e a re-jogabilidade fica por conta dos inimigos sorteados em cada batalha. Conforme os anos vão passando, as punições das batalhas em caso de derrota, vão ficando cada vez mais cruéis. Será que vocês conseguirão agradar o rei em Kingsburg?? Recrute Soldado e vença as batalhas. Que tal construir uma barricada e uma capela???

Então é isso pessoal, obrigado por estarem acompanhando o blog, não deixem de comentar, sugerir e criticar.