CorujaCast #63: Jogos Deluxe: Necessidade ou Ego?

Faaaaaaaaala galera, beleza?
No sexagenário terceiro episódio, as Corujas debatem um tema polêmico: Jogos Deluxe: Necessidade ou Ego?
Big Box é o mesmo que Deluxe? A experiência tátil faz diferença no jogo? Se os custos de produção fossem menores, os jogos seriam mais baratos? Pílula Azul ou Vermelha? Tudo isso, trabalhadores não sindicalizados e muita conversa fiada. Bota seu fone, separa seu cartão de crédito e vem ouvir essa belezura.

Duração do episódio: 01:04:01

Confira nossas redes:

Site Oficial: https://losttoken.com.br
Instagram: Login • Instagram
Facebook: Redirecting…
Feed: CorujaCast – Lost Token
Grupo do WhatsApp: Convite para grupo do WhatsApp
Canal do Discord: Lost Token
Apoie a Coruja : PicPay
Pra pimpar seus jogos, é só conferir o catálogo da Ludo 3D!: https://www.ludo3d.com.br/
E pra jogar os jogos citados e muito mais, é só dar um pulo na Funtasy Bar e Jogos!: https://funtasy.com.br/

1 curtida

Para mim, concordando com alguns dos locutores, “Deluxe” são os jogos que tem componentes melhorados com poucas modificações de regras, como o Cleópatra (que já está na capa). O meu é a primeira edição. As edições de aniversário eu encaixaria aqui, pois nem todas incluem tudo o que foi produzido até então. As edições de aniversário do Ticket to Ride não tem tudo o que foi feito até aquela data, então não tem como ser big box. O Mexica melhorou muita coisa e acredito que as regras não mudaram muito e para mim é uma deluxe, apesar de ser segunda edição.

Já os Big Box são o que foi dito também, as coleções de tudo que já foi feito até então e coloca tudo em uma única edição. Para mim é isso que é a diferença.

Minha única raiva é o big box do Terraforming Mars, que não vem NADA!!! Que big box é essa? kkkkk

Quais das duas eu prefiro? Com certeza as big boxes, por ter o jogo completão, não enchem muito meus olhos as versões deluxe, acho desnecessário.

1 curtida

Penso também que essa iniciativa da Estrela é muito bom para “furar a bolha” das pessoas. Todos os povos fora do nicho só conhece os jogos Grow e Estrela. Quando ambas, por exemplo, investem em bons editores e game designers com potencial, tanto nacionais quanto estrangeiros, as pessoas “comuns” que sempre compram os mesmos jogos, poderão olhar para esses novos jogos (da linha Premium, como disse a Estrela) e mudarão a forma de ver os jogos e tentar águas mais profundas. Isso também incentivará essas empresas a serem mais honestas, honrarem seus contratos e buscarem também evoluir junto com seus consumidores.
Eu fiquei impressionado quando vi o relatório da Black Friday do ano passado em que colocou que o jogo mais vendido no Brasil foi o WAR! Por que não mudar isso. O Herdeiros do Khan e seus “irmãos” tem a chance de fazer isso.

1 curtida