Você Tem um Minuto Para Ouvir a Palavra de Container?

Já começo esse pequeno review dizendo que Container foi a melhor experiência no hobby em 2021. Eu até tinha jogado ele ano passado, mas foi uma partida com 3 jogadores inexperientes, o que não está nem perto de ser o mais indicado (ele até funciona em 3, mas todo mundo já deve saber jogar).

Para quem não conhece, em Container os jogadores são responsáveis por produzir e negociar bens (que são justamente os containers xD). O tabuleiro pessoal é dividido em duas regiões: a região das fábricas, onde você aloca suas fábricas e os containers que você produziu; e a região dos armazéns, onde você armazena os containers que você compra das fábricas dos outros jogadores e os disponibiliza para serem embarcados. A graça do jogo começa quando você percebe que não pode ofertar os containers que você mesmo produziu e tampouco atracar no seu próprio porto para carregar os containers nos seus armazéns.

Container é regido por uma economia fechada, completamente controlada pelos seus jogadores (um dos motivos de não ser uma boa jogar com 3, todos inexperientes). Durante o seu turno você pode realizar duas ações, podendo repeti-las (com exceção da de produção), que são as seguintes:

A) Comprar armazém ou fábricas: você paga ao banco o valor indicado no seu tabuleiro e aloca a estrutura no lugar indicado, mas você não pode ter fábricas iguais no seu tabuleiro, impedindo a existência de monopólios. É importante apontar que essas ações diminuem a quantidade total de dinheiro em circulação, então se deve tomar muito cuidado ao investir demais em infraestrutura no começo do jogo.

B) Produzir (uma vez por turno): ao realizar essa ação, você paga $1 para o jogador à sua direita e todas as suas fábricas produzem um container cada (seu limite de armazenagem é duas vezes o número de fábricas que você tem). Quando você realiza esta ação, você coloca o preço pelo qual você quer vendê-los aos outros jogadores.

C) Comprar containers da fábrica de outro jogador: Você paga o valor dos containers que você quer comprar ao jogador-alvo e os coloca na sua região de armazéns. Fazendo isso, você decide, também, o valor pelo qual você os quer vender para outros jogadores.

D) Mover o seu navio: Você pode mover seu naviopara o tabuleiro de outros jogadores, para a ilha estrangeira (tabuleiro central) ou para o mar aberto (região intermediária às outras). Quando você atraca no porto de outro jogador, você pode comprar os containers dos armazéns daquele jogador e armazená-los em seu navio (limite de 5 no navio). O mar aberto não possui efeito algum e só serve como espaço intermediário a todas as outras regiões. E, finalmente, quando alguém atraca na ilha estrangeira, o turno daquele jogador se encerra e é iniciado um leilão oculto, de lance único, pelo carregamento.

E é aí que a magia do jogo acontece. Via de regra, o dinheiro em Container é oculto o tempo todo, porém, já que todas as transações são rastreáveis, eu optei por jogar com fichas de poker e o dinheiro aberto (acho que torna as decisões BEM mais interessantes). Porém, durante o leilão, o dinheiro dos jogadores é fechado e, em segredo, todos decidem o quanto aquele carregamento vale… A sacada do jogo é que os containers tem valores diferentes para cada jogador, definido por uma carta que recebem no setup do jogo, então, obviamente, o valor do carregamento é um elemento subjetivo e, cabe aos jogadores, serem capazes de fazer a leitura da mesa para impedirem seus adversários de levarem um carregamento valioso por pouco.

Quando todos escolherem suas ofertas, os lances são revelados e, após definido o “lance vencedor”, o jogador que iniciou o leilão tem uma importante decisão a tomar: ou ele recusa o lance e ele mesmo paga esse valor ao banco (reduzindo o dinheiro total dentro do jogo), colocando os containers na sua parte do tabuleiro central, ou ele aceita o lance e recebe do banco uma quantia igual ao lance vencedor (subsídio do governo), aumentando a quantidade de dinheiro em circulação.

A qualquer momento do jogo (não é uma ação), os jogadores podem pegar uma carta de empréstimo (no máximo 2) no valor de $10. Caso você possua carta(s) de empréstimo, antes de você começar seu turno, você deve pagar $1 de juros por cada carta de empréstimo. Você pode pagar os empréstimos apenas durante o seu turno (por $10 cada), sem gastar ações.

O jogo segue, turno após turno, até que dois tipos de containers são esgotados da reserva, terminando o jogo no final do turno do jogador atual. Os jogadores, então, revelam suas cartas de container e verificam quanto os seus bens na ilha estrangeira valem. Primeiramente eles verificam se possuem um container de cada tipo (famoso set collection) e, caso possuam, um dos tipos de container deixa de valer $5 e passa valer $10 (o tipo que tem dois valores na carta). Após essa checagem, os jogadores descartam todos os containers do tipo que possuem maior quantidade (saturação de bens numa ilha pequena, e tal), então você não pode focar apenas em um tipo de container para levar à sua ilha, e isso é maravilhoso. O vencedor é o jogador que possuir mais dinheiro em mãos e pelos valores dos containers na sua parte da ilha estrangeira. Cada carta de empréstimo diminui $11 da soma total.

Container é um jogo que, infelizmente, ouvi pouco falar aqui no Brasil. Fora isso, ele está esgotado no mundo todo e, quando aparece uma cópia, é sempre num valor absurdo (eu vi uma sair por R$2000 num leilão por aqui), porém existe alternativas, desenvolvidas pelos jogadores, para a fabricação de sua cópia… Eu sei que não é o ideal, mas, sinceramente, o ideal, pra mim, é desfrutar de uma obra de arte que é Container.

Caso queira saber mais (inclusive os arquivos pra PnP), segue a página dele no BGG:

Container | Board Game | BoardGameGeek.

Até mais e boas jogatinas!

5 Curtidas

Vamos jogar!!!

1 Curtida

Com toda certeza, velho. Desse aí eu não rejeito partida! Você ainda não testou ele com dinheiro aberto, né (mas ainda com leilão fechado)?

Rapaz, tentei jogar num site ali que tem uma versão que parece um excel, não consegui. Mas também não tenho coragem de fazer um PnP (sou fresco demais, eu sei). Acompanhando no BGG falam que vai vir uma versão nova, mas que não vai ser aquela Jumbo. Provavelmente teria os componentes mais próximos da versão original, mas com alguns tunings que deram certo no Jumbo.

1 Curtida

Nós temos jogado pelo TTS. Tá longe de ser o ideal (pandemia, pans…), mas dá pra mantar a vontade. Se quiser experimentar, seja bem vindo!

1 Curtida

Jogasso! Uma pena não ter mais disponibilidade. Como qualquer econômico que seja controlado totalmente pelos jogadores, precisa de uma mesa certa. Experiência única e uma aula de design!

1 Curtida

Pois é, velho… Quando eu joguei no TTS, nem pensei duas vezes em providenciar meu PnP. Preferiria comprar original? Com certeza. Vou alimentar mercado inflacionado de usados? Nem ferrando.

O jogo é bom demais pra ficar nas mãos de apenas uma parcela ínfima da comunidade.

Tenho vontade de conhecer

Bruno (e quem mais se interessar), entra lá no canal do discord que meu grupo costuma jogar e podemos marcar! Se dependesse de mim, eu jogaria ele toda semana xD